• Mayara Labs;Miriam Furlan

Por que adiamos nossas decisões

Antes de começar falando sobre os pensamentos que adiam nossas decisões, faça essa pergunta a você e seja sincero com sua resposta: o quanto quero mais parar de fumar do que continuar fumando? Escreva sua resposta, e se você optou por parar de fumar escreva uma carta de despedida ao cigarro, como se ele pudesse te ouvir: o que você gostaria de dizer a ele? De que forma diria adeus?

Muitas vezes não tomamos essa decisão por pensamentos como: eu não consigo, não tenho tempo, não tenho dinheiro, já tentei várias vezes e não deu certo, amanhã eu começo, já tenho muitos problemas, e por aí vai... São pensamentos que sabotam nossas decisões (e não somente na escolha de parar ou não de fumar, mas em muitas escolhas de nossa vida) e que precisamos tomar consciência para aprender a lidar com eles e não deixar que nos dominem. São apenas pensamentos, não são verdades absolutas, e que muitas vezes se fazem presente por experiências dos outros e não suas propriamente ditas. Tendemos também a dar valor para esses pensamentos, pois assim não precisamos gastar energia para mudar um estilo de vida.

Mas continuar desse jeito não vai fazer você sentir os benefícios que tal decisão pode trazer a sua vida. No próximo post falaremos sobre esse benefícios.

Se você não é fumante, compartilhe esses conhecimentos com seus familiares/amigos/colegas. Alguém pode estar precisando dessas informações

e motivações para dar o primeiro passo! E lembre-se que essas informações não substituem o trabalho de um profissional, uma equipe multidisciplinar é fundamental para o seu sucesso!



0 visualização