• Mayara Labs;Miriam Furlan

A favorita (2018)



ou Sobre nossas competições.

O filme retrata a Inglaterra no século XVIII, quando o país estava em guerra contra a França tendo no poder a rainha Anne. Mas será que a rainha detinha o poder realmente ou era por controlada por outras mulheres?

Fica claro a disputa de poder no filme “A favorita” entre duas mulheres: de um lado a duquesa de Malborough, a aristocrata Sarah Churchill, e do outro lado a prima de Sarah, Abigail, que foi vendida por seu pai arruinado na adolescência.

Anne é uma rainha que passou por vários traumas, vive apresentando problemas de saúde física e mentais. Ao mesmo tempo tem que lidar com os negócios de Estado, que acabam sendo regidos por Sarah, sua amiga de infância e amante. Quando Abigail chega para ser a nova criada da majestade, ela começa a observar os comportamentos de Anne e Sarah, a intimidade das duas e começa a se tornar “amiga” de Sarah, e a conquistar Anne até se tornar “a favorita” da rainha e influenciar nas negociações de guerra. Vê-se que disputa de poder é muito mais que uma questão de vaidade, é também uma questão política.

Por quais competições você já passou? De quais artifícios você se valeu para conquistar o que queria? Esses artifícios que você utilizou vão de encontro ou ao encontro dos seus valores? Em quais contextos essas competições surgiram?

Vamos dar alguns exemplos de competições que são inevitáveis em nossa vida para que você pare e pense um pouco sobre elas: arrumar um emprego, conquistar uma pessoa, passar no vestibular... entre tantas outras mais. Claro que a vida não é competição - há contextos em que essa disputa acontece, mas você pode conquistá-la com o seu esforço sem precisar ir contra seus valores. Saber diferenciar os momentos de competição é fundamental na vida, pois muitas pessoas colocam disputas onde não existe, como por exemplo: um casal que vê o parceiro (a) como concorrente na sua vida, ou pais que ficam comparando seus filhos ou se tem somente um, compara com filhos de outras pessoas, gente que vive confrontando seu estilo de vida com o do outro e por ai vai.

Reveja as competições da sua vida: se elas realmente eram inevitáveis, tudo bem, mas se você competiu em contextos onde você as colocou é o momento de aceitar a sua necessidade de competição, e aprender a se colocar no seu lugar, um espaço bom para você e não um lugar em que o tempo todo você tem que ficar se desgastando para se sentir à vontade.

Saiba que um profissional de psicologia pode te ajudar a encontrar esse espaço: comece a se conhecer e se desfazer dessa necessidade de competição.

#2019 #oscar #oscar2019 #competição #favorita #filme #negociação #mulher #feminismo #amor

9 visualizações