• Mayara Labs;Miriam Furlan

Bohemian Rhapsody (2018)



ou Sobre a importância do outro em nossa vida.

Quem nunca ouviu falar na banda Queen? Com certeza ao menos uma música deles você já deve ter ouvido, pois Freddie Mercury, Brian May, Roger Taylor e John Deacon revolucionaram o mundo da música durante a década de 70. E é justamente sobre esse momento, sobre a trajetória da banda que esse filme trata e, para tanto, enfatiza as relações do grupo e as criações musicais.

O filme mostra como a banda se formou, como foi crescendo e ganhando fama. Paralelo a isso, mostra a vida de Freddie Mercury, suas relações amorosas, como ele foi lidando com a fama e o sucesso, as dificuldades enfrentadas em relação a sua família, drogas e ao sexo.

Muito mais do que isso, a produção mostra a importância dos quatro membros na banda e não apenas a de Freddie (apesar dele ser o protagonista da história). Vê-se a decadência do cantor quando o mesmo tenta a carreira solo e percebe que as criações musicais se dão no conjunto e não somente a partir dele. É inspirador ver os quatro trabalhando juntos e fazendo surgir músicas que mesmo hoje em dia não sai de nossos ouvidos.

Ver a biografia de um cantor, de uma banda nos faz pensar em nossas vidas: o que eu penso sobre fama/sucesso? Como lido com isso em minha vida? Drogas, sexo, como essas palavras se encaixam em minha vida e qual o sentido disso para mim? Como é minha relação com minha família?

A pergunta chave que deixamos aqui do filme para dialogarmos juntos, entretanto, é: quais são as três pessoas da sua vida que, juntamente contigo, formam uma “banda” e sem eles nada seria possível criar?

Responda aqui e vamos dar continuidade a essa história juntos!

#oscar2019 #oscar #queen #família #casal #relacionamento #drogas #sexo #música #filme

0 visualização