• Mayara Labs;Miriam Furlan

As artes



Outro trabalho que chamou muito minha atenção no 13º Congresso Brasileiro de Terapia Familiar foi da querida Ana Paula de Faria Noveli intitulado “A família e a arteterapia: possibilidades na prática da terapia familiar sistêmica”. Ela realiza seus atendimentos clínicos valendo-se do recurso da arteterapia e vi o quanto muitas vezes não conseguimos expressar determinada situação falando, mas podemos fazê-lo por meio da arte, seja através de pintura, música, dança, esculturas, bonecos dentre tantas outras possibilidades.

Quando fui ver os murais do Kobra no Rio, fiquei encantada com a beleza e a grandeza, e mais do que isso, com a expressão de cada rosto e a diversificação cultural. Só depois fui descobrir que o tema era Todos Somos Um (etnias), representando a união transmitida pelos cinco anéis olímpicos dos diferentes povos (clique aqui para saber mais). Mas lá no momento, fiquei imaginando o que cada um pensava e representava do seu povo e me lembrei da oficina da Ana, dessa riqueza que a arte gera ao conseguir expressar muitos sentimentos e gerar muitos pensamentos em nós.

Aprendi com esses momentos que a arte potencializa nossa imaginação, nossa criatividade, permitindo-nos expressar momentos difíceis de serem lidados, ver coisas que não conseguimos ver apenas dizendo. Fazer arte é melhorar nossa autoestima, nossa confiança, nossas habilidades físicas e nossa capacidade de comunicação. Sem contar que quando fazemos arte diminuímos nosso nível de estresse e ansiedade, melhoramos nossa concentração, memória e atenção, pois precisamos nos valer de muitas habilidades para nos expressarmos além do diálogo. É um grande meio para se gerar reflexões, com toda certeza!

E você, o que pensou/sentiu ao ver essa foto do mural do Kobra?

#arte #arteterapia #terapia #expressão #sentimento #diálogo #dificuldade #solução #problema #família

10 visualizações