• Mayara Labs;Miriam Furlan

Stuck in a Moment You Can't Get Out Of (U2, 2001)



(ou Sobre a culpa por não ter impedido o suicídio de alguém próximo).

Talvez não tão conhecido por alguns quanto Bono Vox (líder da banda irlandesa U2), Michael Hutchence foi vocalista da banda de pop rock INXS e cometeu suicídio em 1997. Comparado pela revista Rolling Stone a Mick Jagger e Jim Morrisson por sua presença de palco e sensualidade – embora pessoas próximas digam que ele era inseguro e tímido – Michael tinha uma grande amizade com Bono, que, sentindo-se culpado pela morte do amigo, escreveu Stuck in a Moment You Can't Get Out Of, (canção do álbum All That You Can´t Leave Behind de 2002) como forma de extravasar a dor de sua perda.

A ascençao do INXS durante os anos 80, a grande visibilidade de Hutchence frente à banda e muitos problemas pessoais – relacionamentos complicados, divórcios, lutas judiciais pela guarde dos filhos e acidentes – fizeram com que o cantor passasse a fazer uso de antidepressivos. Nos anos 90, a banda já não alcança o mesmo sucesso da década anterior e os contínuos problemas pessoais de Michael, a mistura de fortes antidepressivos, drogas e álcool culminam na noite de 21 de novembro de 97 em uma crise onde o mesmo realizou várias ligações do quarto do hotel onde estava hospedado durante uma turnê. Em uma delas, deixou uma mensagem na secretária eletrônica da empresária do INXS dizendo que não suportava mais a rotina exaustiva e não queria participar da turnê de comemoração de 20 anos da banda. Em outra ligação, discutiu com o ex-marido da namorada (Geldof, com quem tinha problemas há vários anos) e alguns hospedes relataram que podiam ouvir gritos vindos do quarto supostamente durante a conversa com Geldof. Michael também falou com uma ex-namorada, com quem marcou um almoço do dia seguinte. Ela passou pelo hotel e, como o vocalista não atendeu a porta, concluiu que ele estaria dormindo. Hutchence foi encontrado, já sem vida, enforcado com o próprio cinto preso à maçaneta de uma porta. Bono lamentou na época por não ter passado mais tempo com o amigo e relatou, na época, que sua esposa havia percebido e comentado que Michael parecia instável na última vez que haviam se encontrado e ele passou a se culpar por não percebido o que o amigo estava por fazer.

Na biografia da banda U2, Bono fala sobre o suicídio do amigo:

“Eu perguntei a ele algumas vezes se ele estava bem. Ele entrou em um buraco negro muito grande e não conseguiu encontrar a saída. Esta é a única coisa na qual eu consigo pensar, era apenas um cão negro que estava o atacando. Eu tenho saudades dele. Especialmente quando estou no Sul da França, sinto falta da companhia dele. Ele teria facilidade em envelhecer, seu lado patife seria mantido nas pontas de seus dedos. Ele era uma alma encantadora e profundamente sensível que sempre verificava se estava tudo bem com você.” (U2 by U2)

Stuck in a Moment You Can't Get Out Of foi escrita em forma de argumento, como se houvesse uma espécie de embate entre dois grandes amigos, onde Bono tenta convencer Michael a desistir do suicídio em uma conversa fictícia, uma vez que ele acreditava que se o mesmo tivesse parado e refletido alguns minutos antes do ato, teria desistido e ainda estaria vivo.

"É uma disputa entre companheiros. Você tenta demove-lo de uma ideia. No meu caso, é uma linha que eu não tinha enquanto ele estava vivo. Sinto o maior respeito que eu poderia ter por ele, e não apenas uma canção sentimental estúpida. Então eu escrevi uma realmente difícil, levemente desagradável, martelando ao redor da cabeça. E me desculpe, mas foi assim que ele saiu de mim" (Revista Rolling Stone, novembro de 2005)

Michael:

Eu não tenho medo de nada neste mundo Não há nada que você possa me dizer que eu não tenha ouvido antes Eu só estou tentando achar uma melodia decente Uma canção que eu possa cantar sozinho

Bono:

Eu nunca achei que você fosse um tolo Mas amigo, olhe para você Você tem que se levantar, carregar seu próprio peso Estas lágrimas não vão te levar a lugar algum

Você tem que se recompor Está preso numa fase e agora não consegue sair dela Não diga que você vai melhorar depois, por agora você está preso numa fase E não consegue sair dela

Não vou renunciar à vivacidade que traz consigo Mas as noites que você encheu de fogos de artifício Te deixaram vazio Ainda fico encantado com a luz que você trouxe a mim Ainda ouço com seus ouvidos, e com seus olhos posso ver

Michael:

E você é tão tolo Por se preocupar dessa maneira

Bono:

Eu sei que é difícil, e você nunca terá o bastante Daquilo que você não precisa de verdade agora

Você tem que se recompor Está preso numa fase e agora não consegue sair dela Ah meu amigo, olhe para você agora Está preso numa fase e agora não consegue sair dela

Michael:

Eu andava inconsciente, meio adormecido A água parece morna até você perceber como é profunda... Eu não estava pulando... para mim era uma queda É uma longa descida até o nada

Bono:

Você tem que se recompor Está preso numa fase, e agora não consegue sair dela Não diga que você vai melhorar depois, por agora Você está preso numa fase, e não consegue sair dela

E se a noite dominar tudo? E se o dia não durar? E se nosso caminho vacilar Ao longo da passagem pedregosa?

Micheal:

É só uma fase Dessa vez, vai passar

O clip oficial da música (Link clip oficial - legendado) nos traz Bono sendo jogado repetidas vezes de um carro em movimento, preso em um momento do qual não consegue sair. Em uma passagem ele está no chão e várias pessoas apenas “passam por cima” dele, sem prestar atenção ou oferecer ajuda, numa clara demonstração da culpa sentida por ele por não enxergar o quanto o amigo estava em sofrimento. Ao final do clip, Bono é salvo por outro integrante da banda e consegue sair do looping de dor em que se encontrava.

Muitas vezes estamos tão focamos em nós mesmos que esquecemos de olhar para quem está do nosso lado, negligenciamos a dor do outro. Todos temos nossa parcela de responsabilização, da mesma forma a pessoa que comete o suicídio. Mas não adianta ficarmos focados na culpa, precisamos aprender com o que passou e agir: se você conhece alguém, ou tem uma pessoa próxima na qual está vendo que a pessoa precisa de ajuda, que está cansada da vida, vive querendo sumir ou dormir para sempre, está tendo mudanças no comportamento, apetite, sinais depressivo, tente conversar com ela sobre essa dor que está passando, ofereça ajuda e mostre que buscar ajuda não é sinal de fraqueza, não há do que se envergonhar.

Lembre-se: quando alguém pensa em suicídio ela quer matar a dor e não a vida.

Fale sobre sua dor – www.cvv.org.br – Ligação gratuita: 188

#setembroamarelo #frustação #suicídio #música #cvv #dor #culpa #amigos #família #vida #campanha

104 visualizações