• Mayara Labs;Miriam Furlan

O quanto o nada domina sua vida?



- NADA de bom acontece na minha vida!

- Essa semana não fiz NADA de útil!

- Meu marido nunca faz NADA para mim!

- Minha vida está parada! NADA vai para frente!

Se esse tipo de conteúdo é comum em seu discurso, sinto lhe informar, mas você tem um problema... talvez grande, talvez pequeno. Isso depende do quanto o nada faz parte de suas crenças.

Já percebeu como temos o hábito de dizer frases com o pronome nada, limitando nossa percepção às coisas negativas? Faça um teste: pare e analise se o que você está dizendo realmente tem a característica de nada. Será que nada no seu dia deu certo? Será que você não está fazendo nada de concreto para sair de uma situação? Ou será que seu desejo por tudo dar certo (mesmo que você nem saiba ao certo o que é esse tudo) faz com que você tenha pressa e acredite que, a menos que 100% das coisas ocorram exatamente como você quer e de forma rápida, tudo sempre ficará no campo do nada?

Há alguns dias questionei uma paciente que passa por uma fase depressiva qual o tamanho do nada no seudia a dia, uma vez que ela acredita que muitos “nadas” fazem parte de sua vida. Ela me olhou um pouco assustada, mas acredito que entendeu a pergunta. No contexto em que vivemos é muito fácil acreditar que não somos suficientes, que não “damos conta” de todas as atividades que somos obrigados (será?) a fazer todos os dias. Temos pressa, temos que ser perfeitos, não podemos parar... e quando, por qualquer motivo, as coisas não saem como o esperado, podemos passar a acreditar que nada do que fazemos é o suficiente.

Em pacientes depressivos é comum encontrarmos discursos permeados de fatos negativos que são supervalorizados em detrimento dos positivos. Há uma grande dificuldade de se “desprender” desses acontecimentos, pois há um sistema de crenças rígido que faz com que qualquer vitória, mesmo que grande, seja interpretada como nada. Não seria difícil encontrar um depressivo que, mesmo ganhando na loteria, acreditasse que não fez nada para merecer o prêmio. É muito difícil quebrar essa barreira, onde o nada impera e costuma mostrar que, mesmo que nem tudo aconteça rápido, algo está acontecendo e que, há sim um esforço para evoluir.

Precisamos aprender, sendo depressivos ou não, a enxergar que nesse nada do nosso discurso há muitas coisas que precisam ser valorizadas, por mínimas que sejam, caso contrário, como saberemos quando atingirmos esse tudo tão esperado?

#rotina #vazio #nada #vida #depressão #positivo #negativo

0 visualização