• Mayara Labs;Miriam Furlan

The Post: A guerra secreta (2017)



Assistir The Post: A guerra secreta é ver o quanto não sabemos nada da realidade do outro e o quanto, assim como os jornais buscam a liberdade de imprensa, nós também buscamos poder expor nossas opiniões sem sermos repudiados pelo outro, principalmente se estamos numa relação conjugal onde tudo o que se fala é motivo para briga.

O filme mostra a história de um jornal local, Washington Post, no ano de 1971, sendo Kat Graham a dona e Bem Bradlee o editor-chefe, passando por um momento onde arriscam suas carreiras e liberdade para expor segredos do governo norte-americano que abrangem mentiras acerca da situação do país na Guerra do Vietnã. Essa informações são documentos sigilosos do Pentágono e quando o jornal publica essa informações, o presidente o processa o com base na Lei da Espionagem e por fim, outros jornais locais acabam publicando sobre esses segredos também. Além disso, o filme mostra a concorrência com o jornal New York Times, a vida de um jornalista e o que são capazes de fazer para conseguir informações.

Como dissemos anteriormente, o filme retrata a vida de um jornalista e muitas vezes não sabemos de fato como é a realidade deles e os riscos que muitas vezes correm para publicar determinada informação. O mesmo ocorre em outros contextos: hoje em dia pensamos que ser blogueiro é fácil, que basta escrever algumas coisas e pronto, mas não, tem toda uma dedicação, tempo e estudo por trás, assim como no nosso caso, não escrevemos essas reflexões sem antes assistir o filme, pensar no que pode ser dito, pesquisar, ler, refletir; ou então vemos pessoas bem sucedidas e achamos que foi sorte, mas não sabe de fato o quanto batalhou, trabalhou, errou, acertou para chegar naquele nível a empresa por exemplo; ou então que psicólogo não faz nada, apenas escuta e fala algumas coisas, mas não veem todo o tempo dedicado ao estudo, as discussões e estudos de caso, a teoria que embasa o trabalho; entre tantos outros exemplos. É preciso conhecermos mais antes de falarmos algo.

Em relação a parte de expressão de liberdade, ou seja, não dizer algumas de suas opiniões por medo de ser repudiado, isso acontece com muita frequência em muitos relacionamentos e não nos damos conta. Mas pare e pense no que você realmente conversa com os outros: você pode dizer tudo o que quer, por mais que ache absurdo, para as pessoas mais próximas? E para a pessoa que mais confia? Espero que a resposta seja sim, mas acredito que para a grande maioria a resposta será não... É muito importante falarmos, expor nossa opinião, e isso não quer dizer que o outro tenha que concordar com sua opinião, mas sim ouvir. Como diz no filme:

“O único jeito de defender a liberdade de publicação é publicando.”

E o mesmo se aplica a expor o que você pensa diante de uma situação, é conversando.

#oscar2018 #filme #guerra #contexto #desconhecido #liberdade #conversa #relacionamenti #casal #família

0 visualização