• Mayara Labs;Miriam Furlan

Quando você tirou férias pela ultima vez?



Você se sente “inútil” quando fica “à toa”? Não consegue ficar parado em feriados prolongados? Protela para tirar férias com a velha história de que “não posso tirar férias, aquele lugar não funciona sem mim!”?

Se sim, tenho uma má notícia para te dar: você vai acabar adoecendo!

Algumas pessoas se queixam da rotina pesada e dizem que precisam de férias ou que gostariam de “jogar tudo para o alto”, mas quando têm um período longo longe de suas atividades laborais, apontam que “não aguentam mais ficar em casa sem fazer nada”. Contraditório? Nem tanto…

O trabalho é uma parte muito importante de nossas vidas, que proporciona o reconhecimento entre nossos pares e ajuda a formar nossa personalidade. O problema está quando nos definimos como nosso trabalho. Já percebeu como é comum nos referirmos uns aos outros como “fulano de tal que trabalha com tal coisa”? Essa cultura, onde incorporamos ao nosso dia a dia nossa função laboral como a característica mais importante de nossa personalidade, é um dos elementos que contribuem para sentirmos culpa quando, por qualquer motivo, temos que nos ausentar do trabalho. É como se deixássemos de existir perante a sociedade enquanto não estamos trabalhando. Assim como a mãe que se sente “perdida” quando seus filhos saem de casa e ela não precisa mais cuidar dos mesmos, muitos trabalhadores se sentem deslocados quando tiram férias e, principalmente, quando se aposentam (não raro, encontrarmos aposentados que apresentam quadros depressivos logo após o início da aposentadoria).

O que fazer então para evitar esse quadro? O que vou dizer pode parecer clichê e maldoso, mas você não é seu trabalho e não é insubstituível! A crença de que ninguém fará o trabalho como nós perpassa característica da personalidade relacionadas ao medo do abandono (“e se colocarem alguém no meu lugar durante minhas férias e me 'esquecerem'?”), ao controle (“ninguém pode mexer no meu tralhado!”) e ao narcisismo (“só eu sou capaz o suficiente para fazer esse trabalho!!”), entre outros.

Será que você se enquadra em algum desses quadros? Se sim, procure um profissional da psicologia, pois ele pode ajudá-lo a trabalhar essas questões!

#férias #feriado #descanso #personalidade #inutil #aposentadoria

8 visualizações